Personagem Incrível: Victor Brasil

Personagem Incrível

Personagem Incrível: Victor Brasil

  • Compartilhe

MOVIDO A PLANTAS – Victor Brasil

Chega! Está na hora de colocar um ponto final nessa história: você pode, sim, ser um suuuper atleta – profissional ou amador – e incluir a proteína vegetal na alimentação. E não somos nós que estamos falando, tá? A ciência está aí pra comprovar que isso é verdade e, claro, a teoria é confirmada na prática através das performances de dezenas de atletas de alta performance como Lewis Hamilton, Kelly Slater, Serena Williams, Gabriel Medina ou Novak Djokovic, que baseiam sua alimentação total ou maioritariamente em vegetais.

Para entender melhor o que um atleta plant-based pensa e sente, a gente bateu um papo com um cara que, apesar de não ser profissional da área, leva o esporte muito a sério há mais de uma década. Victor Brasil é um empresário de 35 anos de São Paulo, que entra em competições desde 2012. Atualmente, participa de provas de Triathlon Olímpico e Meia Maratona. Gente, estamos falando de um homem que é, realmente, incrível!

A história do Victor com a alimentação plant-based é bem curiosa e inesperada. Tudo começou em 2017, quando recebeu o desafio de entrar numa prova de IronMan 70.3 – também conhecida como meio IronMan – se alimentando apenas de vegetais. Ele aceitou fazer parte só pra testar seu limite e não é que acabou totalmente convencido?

“Eu fiz acompanhamento com nutricionista e tive apoio de algumas marcas, na época. Após esse evento, eu mantive minha alimentação plant-based porque senti, realmente, os benefícios, não só na recuperação muscular, mas também no meu desempenho durante os treinos e no dia a dia mesmo, tanto física como mentalmente”, explica.

Essa diferença que o Victor sentiu é sustentada por alguns dos mais recentes estudos da área. A medicina já demonstrou as inúmeras vantagens de uma alimentação à base de plantas para esportistas, tais como melhor oxigenação e nutrição dos músculos, melhoria do fluxo sanguíneo e a tão falada recuperação mais rápida, que se deve ao fato da dieta, quando bem feita, ser antioxidante, graças a um maior consumo de vitaminas e enzimas com esse efeito.

“O que mudou, principalmente, foi a minha disposição e os meus exames de sangue. Faço acompanhamento médico a cada seis meses e, depois que me tornei plant-based, melhorei todos os resultados, em todos os âmbitos. A mudança de hábitos fez com que a saúde melhorasse muito em relação a alguns pontos que eu tinha, quando ainda levava uma alimentação convencional”, esclarece.

Pouco tempo depois de conhecer o Victor, a gente já tinha certeza que valia experimentar uma alimentação essencialmente vegetal. Mas, se você ainda não tem certeza se isso pode mesmo melhorar seu desempenho, saúde etc., o Victor tem algo pra te dizer:

“Se joga! Vem! Entra nessa porque vale muito a pena! Faça trocas graduais, comece mudando apenas alguns dias da semana e entenda como foi seu rendimento. E é sempre interessante ter acompanhamento nutricional para entender como fazer essas substituições e lembrar que cada pessoa é um indivíduo. Você precisa entender quais as suas necessidades nutricionais”, lembra.

Victor vai mais longe e garante que, se você for como ele e entrar na alimentação vegetal com interesse e compromisso, provavelmente vai comer melhor do que nunca.

“Isso acontece porque quando você conhece a alimentação plant-based, você conhece mais alimentos e, consequentemente, uma diversidade maior de nutrientes que pode consumir. Você aprende de onde pode retirar esses nutrientes e quais são as alternativas pra isso ou aquilo. Isso acaba te levando a ter uma alimentação mais saudável. Afinal, você conhece mais sobre a origem dos alimentos e começa a priorizar o que te traz saúde.”

Siga a Incrível!