Tipos de cogumelos

Nutrição

Tipos de cogumelos

  • Compartilhe

Lindos, nutritivos, versáteis e simplesmente d-e-l-i-c-i-o-s-o-s, os cogumelos são um coringa master pra você ter na sua cozinha. Além das mil possibilidades enquanto ingrediente, os cogumelos têm inúmeros benefícios para a sua saúde. Inúmeros mesmo!

Para te apresentar todos os motivos do mundo para ter sempre algum tipo de cogumelo na geladeira, a gente resolveu fazer uma matéria especial sobre essa beleza da natureza! Antes de mais nada, precisamos esclarecer que os cogumelos não são nem do reino animal, nem do reino vegetal. Eles pertencem, sim, ao reino fungi (dos fungos).

O cogumelo nada mais é do que o resultado da reprodução de fungos e, olha…sua função na natureza é indescritível. Se você tiver curiosidade sobre esse mundo fascinante, sugerimos (muuuito!) o documentário “Fungos Fantásticos”, da Netflix.

Mas de volta aos cogumelos comestíveis:

Um dos maiores erros de quem não conhece bem a dieta veggie, é acreditar que eles são fontes de proteína. A verdade é que por mais que contenham proteína, não podem ser considerados uma fonte rica do nutriente, como explica a nutricionista funcional Mariana Alfaro. “Para um alimento ser fonte de proteína, precisa ter 6g de proteína a cada 100g de alimento e o cogumelo tem de 2 a 3g por 100g, enquanto as leguminosas (feijão, grão de bico, soja etc) têm de 6 a 9g de proteína por 100g!”

Bem… tirando essa falácia da frente, está na hora de te explicar o que eles têm pra te oferecer de fato. E não é pouca coisa não, fica tranquilo!

Cogumelos são fonte de minerais, vitaminas do complexo B e fibras. Ajudam na sensação de saciedade, têm baixo valor calórico e são fontes de polissacarídeos, que têm atividade imunomoduladora e antiviral. Ou seja, cogumelos enriquecem qualquer prato e ainda ajudam a manter a sua imunidade lá em cima. Como não amar, não é?

Para te ajudar, na prática, a escolher os melhores cogumelos para as suas receitas, resolvemos montar um guia simples que explica a diferença nutricional entre 7 dos cogumelos mais populares no Brasil. A classificação foi feita pela nutri Mari Alfaro e as referências estão no final dessa matéria.

Eryngii

Possui grande quantidade de fibra, oferecendo maior saciedade, capacidade de modular microbiota e, consequentemente, melhora a resposta imunológica.

Enoki

Ótimo pela sua versatilidade em receitas, ajuda a compor o prato oferecendo mais fibras (controlando a velocidade de absorção dos carboidratos da refeição).

Paris

Provavelmente o mais conhecido, ele é também o que detém maior teor proteico comparado aos demais.

Shitake

Apresenta maior teor de fibras, vitaminas do complexo B e potássio. Um estudo orientando indivíduos a consumir cogumelo (shitake) por 4 semanas, mostrou melhora no aumento de células imunológicas e diminuição da inflamação. Além de tudo isso, ainda tem ação antioxidante.

Shimeji

Apesar de ter menor teor de fibras do que os restantes, é um dos mais ricos em proteína.

Portobello

Boa quantidade de fibras, rico em cobre (mineral importante para a saúde!)

Juba de leão

Comum na Medicina Tradicional Chinesa, parece ter efeito gastroprotetor, ajudando na saúde digestiva e na saúde do sistema nervoso central, podendo melhorar a capacidade cognitiva e diminuir o risco de doenças neurodegenerativas.

Bom, se depois dessa aula sobre os fungos mais amados do mundo você ficou com vontade de se aventurar no universo maravilhoso dos cogumelos na cozinha, clique aqui pra ver essa receita Incrível! de Sakopita de carne moída com cogumelos, que é, simplesmente, de comer e chooorar por mais!

Referências

* DOI: 10.3389/fimmu.2022.859923

* DOI: 10.1016/j.ijbiomac.2019.10.144

* https://www.primaceutica.com.br/wp-content/uploads/2017/09/Herinacium-erinaceus-HE.pdf

* EMBRAPA = Avaliação da Composição Química dos Cogumelos Comestíveis Agaricus bisporus, Agaricus brasiliensis, Agaricus bisporus portobello, Lentinula edodes e Pleorotus ostreatus

Siga a Incrível!